Turismo, criatividade e inovação são apostas para impulsionar a economia, defende presidente da AP


Criatividade, inovação, experiências e impacto social. Conceitos que estão em alta e são as apostas para alavancar a economia num mundo que já convive com os efeitos da pandemia há mais de dois anos. São essas também as apostas da Associação dos Profissionais de Turismo da Baixada Santista (APT) para transformar o turismo em uma importante força para impulsionar a economia regional.


Essa premissa tem impulsionado todas as ações da APT, como explica Eduardo Silveira, presidente da entidade. “Santos sempre foi uma cidade de vanguarda e toda a Baixada Santista tem essa vocação para transformar a economia a partir do turismo. Por isso vemos com muito orgulho a realização da 14ª Conferência de Cidades Criativas da Unesco, aqui em Santos, confirmando esse potencial na nossa economia criativa”.


Para Eduardo, a movimentação gerada com a conferência da Unesco é mais uma prova de que o potencial turístico da região pode e deve ser mais bem aproveitado, trazendo os olhares para outros focos de atração que vão além do roteiro da praia.


“A programação agitou o centro de Santos, uma região que muitos moradores também não prestigiam e perdem a oportunidade de viver experiências de lazer, cultura e história muito ricas. Estamos muito felizes por ver tudo isso acontecendo e reforçando que as cidades da região têm muito a oferecer”, celebra.

Desde o início da pandemia, a APT assumiu o protagonismo nas ações que defendem o turismo, os profissionais da área e os turistas, sempre enfatizando ações de responsabilidade e segurança para que o segmento recupere seu ritmo já nesta realidade em que convivemos com a covid-19.


“O turismo parou no mundo todo. De uma hora pra outra, os profissionais não tinham mais viagens pra organizar, foi uma loucura. Por outro lado, nos debruçamos pra entender aquele momento e traçar uma nova rota, diante de uma realidade bem desafiadora. Aí entram a criativa, a inovação e o foco nas experiências que o turismo proporciona”, destaca Eduardo.


Nesse sentido, a APT vem promovendo a divulgação dos potenciais da região muito além da praia e os atrativos das cidades litorânea. Cultura, história, preservação ambiental e, gastronomia também são importantes cartões de visita para atrair esse novo turista, que busca roteiros alinhados com seus propósitos e valores.



O movimento Santos Lovers, por exemplo, criado pela APT em 2021 é uma das ações que a entidade lidera, para envolver moradores da Cidade na defesa do potencial e dos atrativos turísticos.


“O Santos Lovers é um movimento contínuo para transformar o morador de Santos no principal admirador das atrações e facilidades que a cidade oferece. Realizamos um concurso de fotos para estimular o registro desse olhar, daquilo que amamos em Santos, e foi um sucesso. Entendemos que a cidade é boa para o turista quando ela é boa para o seu morador, queremos fortalecer esse envolvimento da população com as causas do turismo”.


Ainda para este ano, a diretoria da APT alinha importantes projetos, com destaque para a formação de guias especializados na história e na cultura de Santos, roteiros religiosos, exposição fotográfica e uma maior divulgação da aplicação dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, definidos pela ONU, para o turismo.


“O turismo precisa abraçar essas causas, assim como todos os segmentos da sociedade estão se mobilizando. E a APT está promovendo essa reflexão, para envolver os profissionais e consolidar esse entendimento”.

0 visualização0 comentário