APT completa 24 anos de pioneirismo e força em prol do turismo regional

Hoje é um dia muito especial, um marco na história do turismo e dos profissionais do turismo da Baixada Santista. Neste dia, há 24 anos, toda a documentação já estava preparada para a criação da primeira entidade de turismo na nossa região: a Associação dos Profissionais da Baixada Santista, carinhosamente chamada de APT. Foi nesse dia que foram enviados os convites para a assembleia de fundação, realizada em 16 de fevereiro daquele mesmo ano, no auditório do Senac de Santos.


Naqueles dias que antecederam a organização da reunião, vários pequenos encontros foram realizados, permeados de sonhos e uma forte esperança de que o novo momento para o turismo em nossa região traria mudanças para os agentes de viagem e demais profissionais do segmento.


A nomenclatura profissional do turismo foi então inserida no escopo do projeto com o objetivo de dar amplitude a essa cobertura e permitir que outros trabalhadores do segmento pudessem participar, junto com os agentes de viagem, dessa inovação do mercado.


Àquela altura, o sonho de termos um plano de saúde e um seguro de vida exclusivo para oferecer aos futuros associados estava mais próximo do que nunca.

No dia 16 de fevereiro de 1998 todo o mercado de turismo da Baixada Santista foi convidado a conhecer os objetivos, os benefícios e a participar como associado, sendo este momento considerado a reunião de aprovação dos estatutos sociais da fundação da Associação dos Profissionais do Turismo da Baixada Santista.


Assim, nascia um gigante. Nenhum de nós até aquele momento tinha a dimensão extada de até onde tudo isso nos levaria. Eu, timidamente estava lá, aos 23 anos de idade, cursando a Faculdade de Turismo na tradicional Aelis e trabalhando na Casa Branco Câmbio e Turismo.


Hoje, um misto de orgulho e honra enche o meu coração por estar aqui, 24 anos depois daquele dia, na posição de presidente da APT, comemorando com todos vocês esse grande momento.

Olhando lá para trás, o sentimento maior é de vitória, entre erros e acertos, altos e baixos. Resistimos firmes como um porto seguro. Vivemos cada momento com um forte propósito. Nossa causa é cuidar do Turismo e de quem faz ele acontecer. É lutar pela profissionalização. Realizamos muitas coisas, vivemos grandes momentos entre amigos. Essa força de ser da APT vem da alma santista.


Como tanta gente diferente, de tantos lugares e histórias, conseguiu a proeza de unir as pessoas e o mercado de turismo regional em um único propósito? Só posso encontrar essa explicação “naquilo que é o verdadeiro vínculo da perfeição, que é o amor”, conforme uma passagem bíblica. O amor pelo Turismo, o amor pela profissão, o amor pelas pessoas, o amor por essa cidade e região. Talvez, a nossa vocação seja amar incondicionalmente a todos, sem distinção.


Essa força de cada um de nós foi a direção nos tempos difíceis de tempestade no meio do mar. Se em mar calmo não faz bom marinheiro, a APT é um navio que sempre exigiu comando forte, determinado, ousado e inovador. Hoje, aos 24 anos de existência, temos a honra de ainda poder contar com cada um desses ex-capitães: Armando Lopes, Arlindo Caselli, Ines Bellini, Izabel Armbrust.



Parabéns aos capitães, marinheiros e navegadores que conduziram o leme deste navio até aqui. Grandes símbolos do passado e que emprestam para o mundo digital a sua força, afinal, todos navegamos na rede, usamos os buscadores e somos capitães da nossa atividade.


A pandemia está sendo a tempestade mais longa que enfrentamos até hoje. Contra tudo e todos, seguimos firmes, resilientes. Buscando na inovação a força para ressignificar nosso segmento. Realizamos muito. As grandes festas e os famosos eventos da APT foram substituídos, hoje, por essa audiência digital, e não menos importante, que fazemos uso para comemorar e nos conectarmos com todos.



Ao longo desses dois anos, a APT ganhou reconhecimento da impressa e tornou-se referência de turismo para o público. Hoje, em 2022 ganhamos o reconhecimento público municipal como uma voz importante e significativa para o Turismo. Fomos convidados pela secretária Selley Storino a participar com uma cadeira permanente, por força de lei, do Conselho Municipal do Turismo (Comtur).


Uma correção histórica, um reconhecimento especial promovido pela sensibilidade feminina das mulheres do Turismo. A APT foi uma das primeiras entidades do segmento que teve uma mulher presidente. Um momento que escreveu um grande capítulo dessa linda história.


Por tudo isso, estou convencido que realizamos mais do pensávamos ou poderíamos fazer. E que sigo firme, convicto de que muito mais ainda será feito pelos novos associados, que a cada dia vêm sonhar esse grande sonho com todos nós.

Parabéns, APT! Parabéns, associados. Parabéns, profissionais do Turismo.


Eduardo Silveira – presidente da Associação dos Profossionais de Turismo da Baixanda Santista (APT)

48 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo