A Santos de sempre rumo à retomada

Santos sediou nos últimos dias 21 e 22 de julho a Expo Retomada, o primeiro evento teste entre os 30 que serão realizados no Estado de São Paulo. Segundo a organização, vários motivos levaram a cidade de Santos a ser escolhida como destino desse evento. Destacamos aqui alguns deles: localização próxima a São Paulo, excelente infraestrutura e os maiores índices de cobertura vacinal para a Covid 19, dentre as cidades brasileiras.


Mas, o que também merece ser destacado é que Santos traz em seu DNA o pioneirismo de estar sempre a frente do seu tempo. Somos a terra da Liberdade, da Caridade e da Fraternidade. Por aqui, inovações, ideias e ideais foram o embrião de grandes movimentos nacionais que reverberam mais de sua gente, sua cultura e natureza.


Muitos exemplos existem para que essa justa menção histórica ocorra desde os primórdios do Brasil. Ainda temos o Porto de Santos, que foi a porta de entrada para o desenvolvimento do Brasil-Colônia, com o escoamento do açúcar e do café.


Os movimentos abolicionistas, de independência do Brasil, das artes e até da Sétima Arte também deram seus primeiros passos por aqui. Santos foi uma das cidades mais promissoras em vida social e cultural, com os inúmeros teatros e cinemas disponíveis e atuais.


Todo esse movimento de pessoas gerou um impacto tão importante que Santos era vista, nas décadas de 1910, 1920 e 1930, como uma cidade evoluída e equiparada às cidades culturais e artísticas da Europa.


Durante essas décadas, o lazer e os hotéis de praia deixaram a sua marca na história nacional. A rica gastronomia caiçara, aliada às tradições portuguesas, espanholas e francesas, abrasileirou ainda mais o gosto de quem chegava nessa terra. E, por fim, sua natureza tão bem exaltada nos poemas de Martins Fontes e Vicente de Carvalho, que provocaram com sua prosa a criação de um movimento antagonista, liderado por Oswald de Andrade (dentre outros no chamado Grupo dos Cinco), com a Semana de Arte Moderna de 1922.


Tantas histórias permeiam o imaginário e apontam que Santos segue sendo Santos, no seu protagonismo e como um polo gerador de novidades e inovações que impactam todo o Brasil.


Neste contexto, a Expo Retomada representa um grande divisor de águas, do antes e do futuro das atividades de eventos e turismo. Estes segmentos, aliás, são certamente o que vivem a maior transformação, uma verdadeira metamorfose entre o mundo presencial e o mundo digital. Estamos reescrevendo hábitos comuns do dia a dia e, porque não dizer, até a tão falada etiqueta social.


O papel impresso e os desejados brindes em eventos foram substituídos pelo QR Code. No networking por meios virtuais, clientes e fornecedores compartilham seus contatos de modo privado, transformando cada novo contato em uma verdadeira caça ao tesouro.


Muito mais do que protocolos sanitários e uma extensa pesquisa cientifica que a Expo Retomada está gerando, o seu maior valor e sua marca serão a união entre tantos profissionais que caracterizam os ideais de ontem e de hoje no desenvolvimento de novas ações, valorizando o tecnológico, a ciência e, principalmente, o ser humano por quem e para quem todos nós juntos vamos trabalhar.



Eduardo Silveira é coach Consultor, Analista de Turismo e Empresário. Especialista em Agência de Viagens, Operadora de Viagens e Atendimento às Agências. Gestor Comercial e de Equipe de Vendas. É representante da empresa de seguros de viagem GTA na Baixada Santista e Vale do Ribeira. Acumula 30 anos de experiência na área do turismo, com passagens nas principais agências do segmento. Está à frente da Promotur, com foco em Promoção, Marketing e Turismo em Eventos. Também ocupa os cargos de de CKO e CPO na startup de turismo Sou+Agente. Está no terceiro mandato consecutivo como presidente da Associação dos Profissionais do Turismo da Baixada Santista (APT).

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo